R: Nossa Senhora do Rosário, s/n - Centro de Convenções - Serra Negra/SP
Atendimento: Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Atendimento
Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Funcionamento
Seg a Sex - 08h as 17h

Projeto desta Ordem - 21/09/2015

PROJETO DE LEI Nº 54, DE 2.015.




(Dá denominação à Praça Pública)


 


A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:


Art. 1º A Praça Pública localizada na confluência da Rodovia Joaquim Alexandre Zocchio, Rua Nelson Briotto Marchi e da Estrada Municipal João Bigarella, no Complexo Turístico do Bairro da Serra, Serra Negra/SP, passa a denominar-se "PRAÇA ANTONIO BIGARELLA".


Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.


Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei, correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.


Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.


Art. 5° Revogam-se as disposições em contrário.


Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 17 de setembro de 2015.


 




VER. DEMÉTRIUS ÍTALO FRANCHI


 


 


 


 


ANTONIO BIGARELLA


Nasceu no Sítio Santa Cruz dia 31 de dezembro de 1899.

Casou-se aos 23 anos com Maria José Eduardo e tiveram 07 filhos: Felício, Catarina, João, José, Aristides (falecidos) e Alcindo, Pedro (vivos).

Oito anos após seu casamento, mudou-se para a Fazenda Cirino Alves de propriedade do senhor Ansano Coli, pai do senhor Sidnei Coli.

Lá permaneceu por 46 anos. Durante este tempo também prestou serviços ao senhor Antonio Luigi Ítalo Franchi, Bimbo, no sítio de sua propriedade, todos localizados no Bairro da Serra.

Residiu também no Sítio Sobradinho, com o senhor Perseu Testa e Bruno Baldini.

Durante toda a vida gostou muito de andar a cavalo.

Aos 90 anos foi homenageado no antigo Restaurante Taco-Taco, por jornalistas italianos.

Perdeu a esposa há 51 anos e faleceu aos 96 anos de idade.

Era amigo de todos.


 




------------------------------------------------------------


 




PROJETO DE LEI Nº 55, DE 2.015.


 


(Denomina o Complexo Turístico do Bairro da Serra, Serra Negra/SP)


 


A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:


Art. 1º O Complexo Turístico situado no Bairro da Serra, localizado na confluência da Rodovia Joaquim Alexandre Zocchio e Estrada Municipal João Bigarella, Serra Negra/SP, passa a denominar-se "COMPLEXO TURÍSTICO JORGE SIDNEY COLI".


Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.


Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei, correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.


Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.


Art. 5° Revogam-se as disposições em contrário.


Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 17 de setembro de 2015.


 




VER. DEMÉTRIUS ÍTALO FRANCHI


 


 


 


 


JORGE SIDNEY COLI





Seu pai Ansano Coli, imigrante italiano da região de Castelnuovo na Garfagnana, distrito de Lucca, chegou ao Brasil com 17 anos e se casou em 1917 com Júlia Tortelli, com quem teve uma filha de nome Odete, que veio a falecer vítima de pneumonia dois meses antes do nascimento, em 03 de outubro de 1923, daquele que seria seu único irmão: Jorge Sidney, cujo nome foi escolhido em virtude do navio que o transportou da Itália para o Brasil ter feito uma escala em Sidney, Austrália.

Seus pais adquiriram e se estabeleceram na Fazenda Vendão, Bairro da Serra de Cima, Serra Negra SP. Tempos depois compraram outra propriedade, denominada Fazenda Pinheiro e viveram lá até o final de suas vidas.

Casou-se em 1946 com Terezinha Tortelli, com quem teve um filho, Jorge Sidney Coli Jr, residente em Campinas, que é livre docente em História da Arte na Universidade de Campinas ( Unicamp ), escritor e colunista do Jornal Folha de São Paulo. Desquitou-se dois anos depois.

Casou-se novamente em 1956 com Yolanda Beraldi Testa, com quem teve três filhos, todos residentes em Serra Negra: Regina Maura Coli Siegl, cirurgião-dentista e professora de Odontopediatria da ACDC, Campinas e Abitep São Paulo; Rogério Ansano Coli, diretor comercial do Grupo Vale do Sol, Serra Negra e Rodrigo Coli, empresário do ramo de cerâmica, também em Serra Negra. Tem sete netos. 

Foi vitimado por um AVC e passou anos acamado, cuidado pela esposa, na mesma casa sede da Fazenda Pinheiros, que ainda pertence à família.

Foi vereador do município de Serra Negra.

Foi diretor do banco agrícola.


Colaborou financeiramente com a construção da Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário em Serra Negra.

Colaborou com a construção do Centro Espírita Humildade e fraternidade de Serra Negra.

Abriu a estrada que liga o Vendão ao Bairro do Salto, uma importante via de acesso na zona rural de Serra Negra.

Foi produtor de cafés finos

Foi produtor de leite, tipo B e C

Criador de gado de corte e leiteiro

Importador de gado puro de origem do Uruguai

Criador de cavalos da raça árabe e manga-larga

Diretor do time de futebol Portuguesa Serrana

Acompanhou a Seleção Brasileira de Futebol ao Mundial do Chile de 1962, convidado pela Delegação Brasileira de Futebol.


Desenvolvido por Frequência