R: Nossa Senhora do Rosário, nº 630 - Centro de Convenções - Serra Negra/SP
Atendimento: Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Telefone Câmara Municipal de Serra Negra - SP
Atendimento
Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Funcionamento Câmara Municipal de Serra Negra - SP
Funcionamento
Seg a Sex - 08h as 17h

Projetos a serem votados - 15/08/2022

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 14, DE 2021

                   (Concede o Título de Mérito Humanitário e Filantrópico Nelson Marchi Menegatti a ilustríssima senhora MARIA APARECIDA DALLARI GUIRELLI)
                                                                                             
  FAÇO SABER que a Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra/SP aprovou e a sua Mesa Diretora promulga o seguinte Decreto Legislativo:

  Art. 1º Fica concedido o Título de Mérito Humanitário e Filantrópico Nelson Marchi Menegatti a Ilustríssima Senhora MARIA APARECIDA DALLARI GUIRELLI.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo deste Título de Mérito será realizada durante Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º  A concessão deste Título de Mérito tem fundamento na Resolução nº 408/2019, da Câmara Municipal de Serra Negra/SP.

Art. 4º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 5º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 22 de dezembro de 2.021.


 VER. CESAR AUGUSTO OLIVEIRA BORBONI


Nome: MARIA APARECIDA DALLARI GUIRELLI

Nascimento: 21/06/1961 em Serra Negra

Cursei administração de empresas na PUCC (campinas) no período de 1979 a 1982.

Trabalho:
CPFL (17 anos), Banespa, Secretaria Planejamento Estado SP, Secretaria da Fazenda Estado SP, consultoria na área de RH e administração e TRB Pharma Industria Quimica e Farmaceutica Ltda.
Morei fora de Serra Negra do final de 1978 a 2009.
Em setembro 2009 retornei para Serra Negra.
Em janeiro de 2010 fiquei viúva, decidi ficar em Serra Negra definitivamente e realizar trabalho voluntário. 
Em fevereiro de 2010 iniciei trabalho voluntário no Lar dos Velhinhos São Francisco de Assis. 
Em janeiro de 2011 assumi a presidência do Lar dos Velhinhos São Francisco de Assis que estou até o momento.
Nesse período participei como tesoureira da diretoria do Hospital Santa Rosa de Lima por duas gestões: a primeira de 2010/2011 e a segunda 2015/2017.

Quando assumimos o Lar, havia dividas em muitos estabelecimentos comerciais (farmácia, posto gasolina, açougue, supermercado, etc.), o telefone estava cortado e a energia elétrica quase foi cortada. A água foi cortada logo que assumimos; INSS e FGTS sem recolhimento, funcionários sem registro. As dependências do Lar estavam em péssimo estado.
Com o tempo e a ajuda de muita gente, do Ministério Público, do Judiciário e da Prefeitura, boa parte das dependências do Lar foram reformadas, as dívidas foram pagas e conseguimos equilibrar o Lar financeiramente. Hoje o dia a dia ainda é bastante difícil, mas sem contas em atraso.
Também nesse período conseguimos melhorar o quadro de pessoal, tanto na quantidade quanto na capacitação - esse item passamos a dar mais ênfase a partir de 2018.
Ainda existe muito a ser feito, mas com trabalho e ajuda da sociedade e das autoridades temos a certeza que conseguiremos.


------------------------------------------------------------------

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 15, DE 2021

                       (Concede o Título Honorífico de Cidadã Serrana à Senhora 
  ANA ZILDA PIETRAFESA DOS SANTOS LONA)
                                                                                           
  Art. 1º Fica concedido o Título Honorífico de Cidadã Serrana à Senhora ANA ZILDA PIETRAFESA DOS SANTOS LONA.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo será realizada em Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 4º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 22 de dezembro de 2.021.


 VERª. BENEDITA VIVIANI ANIBAL CARRARO


ANA ZILDA PIETRAFESA DOS SANTOS LONA
(Local e Data: Serra Negra, 22 de Dezembro de 2021) 

Ana Zilda Pietrafesa dos Santos Lona, inscrita RG: 20.286.252 – 5 CPF: 07969271898, natural da Estância Hidromineral de Lindóia.
Data de nascimento 25/06/1966, filha de Valdemar de Godoy Santos e Luzia Pietrafesa dos Santos.
Casada com José Carlos Gambeta Lona há 33 anos. Dessa união temos os nossos presente de Deus nossos filhos.
Tainá dos Santos Lona, 31
Cauê dos Santos Lona, 25
Canan dos Santos Lona, 10

Formação:
Iniciei Educação Primária em Lindóia na E.E.Pedro de Toledo e início do 2º grau, onde por morar no sítio parei de estudar.

Em 1990 mudei para a Estância Hidromineral Turística de Serra Negra.

Depois de 10 anos residindo em Serra Negra conheci Escola Profissionalizante, onde estava sendo Ministrado o TELE CURSO 2000 para dar oportunidade a quem não tinha concluído os estudos no tempo certo. Na época a Secretária de Educação era a Sra. Ruth Pierrone Ferraresso, na apresentação do Tele Curso 2000 ela disse: Terminando  a Educação Básica vocês poderão prestar concurso público e engessar em uma faculdade, assim consequentemente melhorar sua vida financeira e conquistar seus sonhos.
Meus Planos e Sonhos começaram a borbulhar...

Formação: 
Conclui a Educação Básica na escola Profissionalizante no Tele Curso 2000, a partir daí não parei mais.
*Magistério
*Pedagogia
*Pós graduação em Psicopedagogia
*Neuropsicopedagogia clínica e institucional

Sou Professora efetiva no município de Serra Negra desde 01/02/2007.
Residente em Serra Negra desde 1990 cidade a qual sou apaixonada e tenho muito orgulho.
Serra Negra e os estudos transformaram minha vida e da minha família que aqui construí. 
Por Ana Zilda.
                                                                                             
------------------------------------------------------------

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 01, DE 2022
         
      (Concede o Título Honorífico de Cidadã Serrana à 
Senhora MARIA APARECIDA SILVA DALONSO)
                                                                

   Art. 1º Fica concedido o Título Honorífico de Cidadã Serrana à Senhora MARIA APARECIDA SILVA DALONSO.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo será realizada em Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 4º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 17 de fevereiro de 2.022.


 VER. RENATO PINTO GIACHETTO


Maria Aparecida Silva Dalonso - Cabeleireira
Marido: Márcio Roberto Dalonso
Nascida em Maceió
1 Filho: Daniel Silva Dalonso
2 Filho: Davi Silva Dalonso
Reside em Serra Negra desde 1996

Quando cheguei em Serra Negra fomos morar no sítio de caseiros.
Desde que cheguei na cidade já fiquei maravilhada com a beleza da cidade, sua natureza, etc.
Fui abençoada aqui, casei com um serrano descendentes de italianos, Deus me abriu portas aqui, trabalhei em algumas lojas e lanchonetes, até me formar cabeleireira em 2005. 
Sempre tive um bom convívio com os serranos.
Hoje agradeço a Deus que constituí família, construí minha casa nessa cidade e montei meu salão de beleza.
Enfim não me vejo em outro lugar, aqui é meu lar, Serra Negra minha pátria, meu amor, (amo o hino de Serra Negra) sempre expresso meu amor, gratidão e admiração pela cidade em minhas redes sociais, quem me conhece sabe disso.

------------------------------------------------------------------------

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 03, DE 2022

      (Concede  o  Título  Honorífico  de Cidadão Serrano    
 ao Senhor  JOSÉ  RENZZO  PEREIRA  GOULART)
                                                                                           
  Art. 1º Fica concedido o Título Honorífico de Cidadão Serrano ao Senhor JOSÉ  RENZZO  PEREIRA  GOULART.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo será realizada em Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 4º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 11 de abril de 2.022.


 VER. RENATO PINTO GIACHETTO


HISTÓRICO DO SR. JOSÉ RENZZO PEREIRA GOULART – Prof. Zezinho Goulart

José Renzzo Pereira Goulart nasceu em 08 de Dezembro de 1938, em Águas de Lindóia.
Filho de Odila Renzzo Pereira Goulart e de João Pereira Goulart. Tendo dois irmãos: João Pereira Goulart e Francisco Renzzo Pereira Goulart (Quico).
A vida de José Renzzo Pereira Goulart, para nós Zezinho, foi muito ligada a música desde sua tenra idade. Aos cinco anos, aprendeu tocar cavaquinho, com seu pai que, por sinal, tocava violão e arranhava um pouco a sanfona. Gostava de música e cantava junto com a esposa, Odila, as antigas músicas de seresta, acompanhando com seu velho violão.
Aos poucos, Zezinho, também acompanhava com o cavaquinho e ajudava a cantoria.
Com o tempo, seu irmão, João Pereira Goulart Filho, aprendeu, também, fazer ritmo com o bumbo, depois pandeiro. Desta forma, a família Goulart era constantemente convidada para abrilhantar as festas de aniversário ou Festas Juninas, típicas da época (década de 50).
Pode-se dizer que, a família toda, era envolvida com música, graças aos ensaio que o pai fazia de maneira até muito rigorosa. Assim sendo, todos da família adquiriram aquilo que chamamos de ouvido. Quando um desafinava logo era chamado a atenção.
Faziam apresentações em vários lugares o que possibilitou ganhar uns trocados, o que ajudava nas despesas da casa, já que a família tinha aumentado, de três para cinco.
Com o tempo, surgiu uma Banda Musical, nas Termas de Lindóia, comandada pelo Maestro AMÉRICO PASCOLI. Era a grande oportunidade para o Zezinho aprender música, mesmo. Teve muitas aulas com esse Maestro. Horas e horas estudando o famoso Bona, método para aprender música com seus símbolos complexos para que, posteriormente, pudesse tocar um instrumento de sopro. Zezinho agarrou logo essa oportunidade e aprendeu tocar Clarinete e depois Saxofone. A Banda tinha um apelido interessante: A Furiosa e, nestas alturas, o Zezinho já tinha seus 14 a 15 anos. Lia partitura musical, com facilidade, através da voz e os instrumentos de sopro.
Esta Banda foi uma verdadeira Escola de Música para os jovens das Termas de Lindoia, mais tarde (em 1964), Águas de Lindoia. Tocava na cidade e localidades vizinhas.
Nesta época, o Zezinho teve o privilégio de ter algumas aulas de música, com o conhecido musicólogo, professor, regente e compositor, SAVINO DE BENEDICTIS, que passava férias aqui em nossa Estância.
Chegando nos 18 anos, precisando se empregar, conhece um amigo que o convida para trabalhar em São José dos Campos, no campus do ITA. Ali começou a verdadeira vida ligada a música, além do emprego para garantir a sobrevivência. Participou, após uns testes, do famoso Conjunto Musical Biriba Boys. Tocava Clarinete e Saxofone, agradando os ouvidos do Maestro (Sergio Weiss), muito exigente.
Zezinho, conhecendo vários amigos, alguns músicos, resolvem fundar um Conjunto Musical de nome Copacabana. Fazendo sucesso em São José dos Campos e cidades vizinhas.
Conseguindo um bom emprego, Zezinho muda para São José do Rio Pardo. Além do emprego, fazia alguns bicos na área musical. Com o tempo, namora e resolve assumir o compromisso do matrimônio, com a Rio-pardense Maria de Lourdes Viegas do Amaral.
O tempo passa, novas oportunidades surgem, Zezinho consegue um trabalho na área do funcionalismo público, setor Saúde, na cidade de Lindoia. Assim sendo, com tempo mais disponível, resolve dar aulas de instrumentação musical, na cidade de Serra Negra. Ficou conhecido como o Homem dos 7 Instrumentos:- cavaquinho, violão, viola caipira, acordeom, clarinete, saxofone e teclado (órgão). O aluno poderia escolher a modalidade instrumental.
Seu primeiro aluno de violão em Serra Negra foi o prof. Dimas Mattedi na década de 70. A partir daí centenas de alunos serranos puderam aprender não só violão, mas outros instrumentos musicais com o prof. Zezinho. Começou lecionando em domicílio, mas devido à grande procura pelas aulas, em 85, fundou a Escola de Música Veredas, inicialmente situada na Rua Guarani e depois na Capitão Francisco Pinto Da Cunha, aumentando cada vez mais o número de crianças, jovens e adultos que desejavam aprender música, foram mais de 100 alunos no decorrer do tempo. Dessa forma deu oportunidade para alguns de seus melhores alunos para auxiliá -lo com as aulas, seriam eles os professores Rose Buzzo, José Vicente, Adriana, Cristina Spinhardi e Flavia D’alonso.
As apresentações musicais do Prof. Zezinho e seus alunos eram inesquecíveis, Festas da cidade e Finais de Ano no Serra Negra Esporte Clube – SNEC, marcaram uma época memorável na cidade de Serra Negra, emocionando a todos que ali estavam presentes.
Lecionou nas décadas de 70, 80 e 90. Ensinou dezenas e dezenas de alunos que, até hoje, tem o prazer de ficar feliz com o que aprenderam na arte musical, passando a alegria desta arte para todos os ambientes que frequentavam e, principalmente, nos lares de cada um, com seus instrumentos.
Também fazendo parceria com outros músicos e poetas, compôs músicas que o levaram a participar de Festivais. Ganhando alguns prêmios, como melhor música ou de destaque. Pela experiência musical adquirida, Zezinho foi convidado a coordenar Festivais de Músicas em Serra Negra, um outro marco na história cultural e artística da cidade. Seus amigos e locutores Cesar Calixto e Marcos Ducceschi (In Memoria), abriam os trabalhos e o fabuloso e inesquecível Festival de Musical Popular de Serra Negra no SNEC, acontecia com a maioria dos participantes sendo filhos da terra e autoridades locais presentes.
O sucesso foi enorme, pois, participavam músicos e poetas de vários Estados, inclusive de Minas Gerais e Rio de Janeiro. A caminhada do Zezinho, sempre foi envolvida pela música  instrumental, tanto como professor, como instrumentista nos conjuntos que formou e outros que participou.
Prof. Zezinho e seus alunos a tocarem com grandes nomes como o saudoso Cantor Francisco Petrônio levando assim o nome da cidade de Serra Negra a outros Cantos.
O prof. Zezinho Goulart, como é chamado e conhecido, deixou um marco cultural e artístico na cidade de Serra Negra nas décadas de 70,80 e 90, na plenitude de sua caminhada, soube semear, plantar, divulgar a arte sublime que é a MÚSICA e, seu resultados positivos são os incontáveis entre amigos e cidadãos serranos que, até hoje, agradecem pelo fato de saber tocar um instrumento que, por sua vez, levam, também, a alegria desta ARTE para muitos recantos, graças ao som instrumental e sonoro de vozes que acompanham.
  Atualmente, com seus 83 anos, participa ativamente do Conjunto Musical Veredas de Águas de Lindóia, liderado por seu filho, José Dangot Goulart, em apresentações musicais na cidade de Serra Negra como Festival de Verão e Inverno, Festa dos Italianos entre outras, sendo um exemplo daquele ditado que diz: a música é o alimento da alma e que, por consequência mantém o vigor físico.

--------------------------------------------------------------------------------------------

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 04, DE 2022

      (Concede o Título Honorífico de Cidadão     
Serrano  ao  Senhor  JOSÉ  ZEFERINO)
                                                                                             
   Art. 1º Fica concedido o Título Honorífico de Cidadão Serrano ao Senhor JOSÉ ZEFERINO.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo será realizada em Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 4º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 18 de abril de 2.022.


 Vereador RENATO PINTO GIACHETTO


  José Zeferino nasceu em Socorro/SP em 18/03/1942 e veio para Serra Negra em 1956. 
  Trabalhou no Cine Rádio e no Armazém do senhor Horácio Dini, montou e trabalhou na Bombonieri do Cine Cardeal. 
  Em 1977 adquire a Banca Serrana na Praça John Kennedy e logo depois a Banca Palace em frente ao hotel de mesmo nome. 
  Atualmente continua trabalhando na Banca Redentor ao lado da Prefeitura Municipal. 
  É casado com a senhora Jandira Dei Santi Zeferino e são seus filhos Deborah Dei Santi Zeferino e João Batista Zeferino Neto.