R: Nossa Senhora do Rosário, nº 630 - Centro de Convenções - Serra Negra/SP
Atendimento: Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Telefone Câmara Municipal de Serra Negra - SP
Atendimento
Seg a Sex - 09h 11h - 13h as 17h
0800 770 5488 | (19) 3892-2024
Funcionamento Câmara Municipal de Serra Negra - SP
Funcionamento
Seg a Sex - 08h as 17h

Projetos a serem votados - 10/08/2020

PROJETO DE LEI Nº 43, DE 2.020.

(Dá denominação a Próprio Público)


  A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:

  Art. 1º O Próprio Público Municipal situado na Rua Doutor Firmino Cavenaghi, número 77, Centro, Serra Negra/SP, passa a denominar-se CASA DA BANDA - FERNANDO FIORITTI CORBO.

  Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.

  Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

  Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. 

 Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 02 de março de 2.020.


Vereador FELIPE AMADEU PINTO DA FONSECA


HISTÓRICO SOBRE FERNANDO FIORITTI CORBO EM RELAÇÃO AO SEU COMPROMETIMENTO COM A CORPORAÇÃO MUSICAL LIRA DE SERRA NEGRA

Nome: Fernando Fioritti Corbo
Apelido Carinhoso dado pelos pais desde criança: MIMO
Filiação: Attilio Fioritti Corbo e Clementina Alonso Fioritti 
Nome da Esposa: Lavínia Maria Milani Fioritti
Nome dos Filhos: Fernanda-Érica e Bruna
Nome dos Genros: Sergio e Daniel
Netos: Igor, Natalia, Nicole, Lucas e Mariah
Data de Nascimento: 10/11/1938
Cidade: Serra Negra-SP
Profissão: Bancário e Corretor de Imóveis Aposentado (em horas livres e de lazer, poeta e escritor).
Instrumento que Tocava: Clarineta 
Data de Ingresso: janeiro de 1954
Nome da Banda que ingressou: Corporação Musical Lira de Serra Negra
Histórico de sua trajetória: Inspirado em seu saudoso pai estudou música com o professor Luiz Lamari e ingressou na Banda ainda jovenzinho. Nesse mesmo ano foi inaugurada a Escola de Comercio Romeu de Campos Vergal de Serra Negra no período noturno e após prestar exames de admissão foi aprovado ficando assim apto para cursá-la. Entretanto esse mister, em virtude de ser à noite, gerou uma grande dúvida, porque conflitava com os ensaios que a corporação fazia, sempre às 20,00 (vinte) horas nas noites de terça e quinta feira. Assim dispondo achou por bem, após consulta aos pais, deixar a Corporação frequentar a Escola recém-fundada. Com o decorrer do tempo, sem nunca deixar a música de lado, a convite do amigo Enzo Perondini, e mais alguns, músicos novos, participou da formação de um bloco carnavalesco em 1957, que levou o nome de Bloco Vai com Jeito que arrebanhou quase cem pessoas, número expressivo para uma cidade pequena como a nossa. Da união de um bom número de músicos e ainda contando com alguns músicos da Corporação Musical Lira de Serra Negra, foi partícipe ativo na fundação da Corporação Musical Renato Perondini, inclusive elaborando o seu Estatuto Social, exigido para seu registro, que composta de mais de quarenta músicos conseguiu grandes feitos não só em Serra Negra, mas também, em outras cidades. A sua principal façanha foi se apresentar em 1960 no programa  Lira do Chopotó, dirigido pelo famoso radialista Paulo Roberto na Rádio Nacional do Rio de Janeiro sob a batuta do Maestro Fioravante Lugli que substituiu o até então maestro Cezarino Perondini que deixou a Banda por motivos de saúde. Participou ainda, de orquestras formadas para abrilhantar os carnavais, principalmente em blocos de rua, Grande Hotel Pavani e Hotel Tamoio em Águas de Lindóia.

São suas composições (música e letra) com arranjo do maestro Claudio Bernardino Marques e tocadas pela banda Lira:
Hino ao Colégio Jovino Silveira em comemoração aos seus 60 anos:
Hino ao Colégio Reino de Educação Básica;
Amor de Junho –valsa dedicada a sua esposa Lavínia;
Eu e a Chuva –Valsa 
Manhãs de Outono –Valsa dedicada à Praça Sesquicentenário de Serra Negra:
O mar de Ubatuba
Nossos Pais 
O mau político – marcha de carnaval
O Bom pastor – homenagem ao Padre Sidney Basaglia
Deus, a Natureza e Eu – Valsa
Chegada de Jesus – Homenagem ao Natal
Canarinho atrevido

Também foi idealizador e escritor dos seguintes livros:
Pequeno relato sobre as Conferências de Serra Negra da Sociedade de São Vicente de Paulo, desde a sua fundação até o ano de seu centenário.
Revivendo o passado, registrando o presente, perpetuando o futuro! História da música e dos músicos através dos tempos.
Contador de Histórias (contos e causos reais e hilários da cidade de Serra Negra)
A saudade é a maior prova de que o passado valeu a pena
(a Família)


----------------------------------------------------------------------------------------------------

PROJETO DE LEI NO  76 DE 30 DE JUNHO DE 2020

(Dá denominação à Rotatória)

  A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:

  Art. 1º A Rotatória existente no final da Avenida Juca Preto, que dá acesso à Rodovia SP-105, Serra Negra/SP, passa a denominar-se ROTATÓRIA DIRCEU APARECIDO VICENTE ALVES - CIDO DO PONTO DE CAVALOS.

Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.

Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei, correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

  Art. 5° Revogam-se as disposições em contrário.

  Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 26 de junho de 2.020.



                Vereador EDUARDO APARECIDO BARBOSA


DIRCEU APARECIDO VICENTE ALVES (CIDO DO PONTO DE CAVALOS)

Nascido em 30/03/1939, no Bairro dos Leais, irmão mais novo do total de 12 filhos de João Pedro Vicente Alves e Maria Benedita de Jesus Vicente Alves.
Já no começo da década de 60, casou-se com Laura Rizzieri de Moraes e após alguns anos vieram a residir à Travessa Santo Expedito, Bairro das Palmeiras.
Foi nesse período que se tornou funcionário público estadual no Departamento de Estradas e Rodagem (DER), exercendo várias funções, inclusive como recenseador no início da Rodovia Rubens Pupo Pimentel, SP-105, em frente a Fazenda Chave Preta e mais alguns quilômetros adiante.
Paralelamente ao funcionalismo público, em meados da década de 70, aos finais de semana, feriados e férias, iniciou no aluguel de cavalos, em companhia de seus filhos e de seu sogro Benedito de Moraes (Benedito Potêncio), que desde a década de 60 já alugava a sua charrete aos turistas que vinham à Serra Negra.
Em 1995, após 31 anos de trabalho a serviço do DER, se aposentou, dedicando-se agora apenas ao atendimento aos turistas no Ponto de Aluguel de Cavalos, juntamente com toda a sua família, onde tornou-se conhecido em Serra Negra como Cido do Ponto de Cavalos, por conta das mais de 4 décadas que se dedicou à atividade.
Infelizmente em 2017 veio a falecer, mas deixando sempre o seu jeito simples, mas dono de uma grande cordialidade e seu sorriso cativante como lembranças aos seus familiares e a todos os seus clientes turistas e serranos que acompanharam a sua história.
                  Sua esposa, Laura e seus filhos, Benedito, Antônia (Tica), Ézio, Santina (Tina) e Eduardo (Nenê), e também netos, bisnetos e sobrinhos agradecem imensamente ao Caro Vereador Eduardo Barbosa pela homenagem prestada ao nosso querido Cido.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------


PROJETO DE LEI NO  77 DE 30 DE JUNHO DE 2020


(Dá denominação a Próprio Público)


  A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:

  Art. 1º O Complexo Turístico do Alto da Serra, Serra Negra/SP, passa a denominar-se COMPLEXO TURÍSTICO LUCILLO MARCHI.

  Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.

  Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

  Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 29 de junho de 2.020.


Vereador RICARDO FAVERO FIORAVANTI

LUCILLO MARCHI

Filiação: Luiz Marchi e Carolina Sandrini Marchi
Data de Nascimento: 13/12/1929
Casado com: Antonieta Vicentini Marchi
Profissão: Agricultor
Principal cultura: café
Propriedade: Sitio Monte Alegre localizado na Estrada Municipal Amatis José Franchi, Bairro dos Cunhas, pertencente à família desde 1906.

Prestou ajuda a diversas pessoas e famílias, principalmente na zona rural do município, atuou em diversas campanhas beneficentes e entidades como o Educandário Nossa Senhora Aparecida, Hospital Santa Rosa de Lima e Asilo São Francisco de Assis, onde colaborou por mais de 30 anos.


--------------------------------------------------------------------------------------------------

PROJETO DE LEI NO  78 DE 30 DE JUNHO DE 2020


(Dá denominação a Coreto)


  A CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA DE SERRA NEGRA DECRETA:

  Art. 1º O Coreto situado na Praça Sesquicentenário, próximo à Praça de Alimentação, Serra Negra/SP, passa a denominar-se CORETO JULIO CESAR TESTA.

  Art. 2º Fica o Poder Executivo autorizado a proceder à confecção da placa indicativa respectiva da referida denominação.

  Art. 3º As despesas decorrentes com a execução da presente Lei correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

  Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 29 de junho de 2.020.


Vereador RICARDO FAVERO FIORAVANTI


JULIO CESAR TESTA

  Nacionalidade brasileira, nascido e registrado em Serra Negra - SP, a 5 de fevereiro de 1946, filho de Antonio Testa e Rosinha Beraldi Testa.
  Falecido em 19/01/2020.
Julinho Testa sempre teve um corpo atlético privilegiado e por isso era um esportista nato.
No tempo da piscina pública onde hoje é a Praça Sesquicentenário, havia um trampolim com 3 metros de altura e dele fazíamos alguns saltos ornamentais e Julinho era o único que conseguia executar o chamado salto Pontapé na Lua de extrema dificuldade.
Como radialista ainda dentro da área esportiva, gostava de comentar sobre várias modalidades e quando da concentração em Serra Negra da Seleção Brasileira de Basquete Feminino com Hortência e Paula, juntos transmitimos, sendo ele o narrador da Radio Serra Negra de uma das partidas que lotou o discão, pois conhecia as regras da modalidade. Também participava de outros programas esportivos da Radio Serra Negra. Ele e eu corintianos roxos.
Na política serrana foi fundador e primeiro presidente do então conhecido MDB no tempo em que no Brasil só existiam dois partidos, Arena e MDB.
Por vários anos foi o instrutor da fanfarra do nosso Ginásio, onde eu era seu surdo-mór puxando cada um dos toques sob sua orientação.

Conquistou, namorou e casou com uma das moças mais bonitas da cidade em nossa época, nossa querida Márcia Lugli, a quem hoje abraçamos na partida de seu amado esposo.
  Na religião ambos pertenceram a JUS (Juventude Unida Serrana), movimento da juventude católica do TLC (Treinamento de Liderança Cristã). Na Semana Santa ao Vivo, foi Centurião Romano, junto comigo.
  No carnaval, onde a JUS também participou de maneira brilhante, foi Rei Momo e a Márcia a Rainha do Carnaval.
  Enfim, Julinho Testa foi brilhante e destaque na sociedade serrana e deixa tudo isso como legado aos seus filhos e muita saudade em cada um de nós seus amigos de infância e juventude.
  Julio Cesar Testa, nosso Julinho Testa, parte em paz como exemplo de vida bem vivida e muito participativa. 

  Coisas de Julinho...  

-----------------------------------------------------------------------------

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 01, DE 2020

                            (Concede o Título de Mérito Humanitário e Filantrópico Nelson Marchi Menegatti a ilustríssima senhora BENEDITA GOMES ROSA) 


FAÇO SABER que a Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra/SP aprovou e a sua Mesa Diretora promulga o seguinte Decreto Legislativo:

  Art. 1º Fica concedido o Título de Mérito Humanitário e Filantrópico Nelson Marchi Menegatti a Ilustríssima Senhora BENEDITA GOMES ROSA.

Art. 2º A entrega do pergaminho representativo deste Título de Mérito será realizada durante Sessão Solene da Câmara Municipal da Estância de Serra Negra, especialmente convocada para esse fim.

Art. 3º  A concessão deste Título de Mérito tem fundamento na Resolução nº 408/2019, da Câmara Municipal de Serra Negra/SP.

Art. 4º As despesas decorrentes com a execução deste Decreto Legislativo correrão por conta de verbas próprias do orçamento vigente, suplementadas se necessário.

Art. 5º Este Decreto Legislativo entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Câmara Municipal da Estância Hidromineral de Serra Negra, 18 de março de 2.020.


 Vereador EDSON B. O. MARQUEZINI


BENEDITA GOMES ROSA

Nome - Benedita Gomes Rosa
Profissão - Professora (Aposentada)
Quem sou eu? - Uma pessoa realizada
Uma Qualidade - Olhar e conseguir ver
Um defeito - Crédito em demasia
Uma mania - Caprichar em detalhes
Um sonho - Um país sem corrupção, sem criminalidade e repleto de paz
Um momento - Um trabalho em crochê, terminado
Uma saudade - Minha infância, muito bem vivida
Uma viagem inesquecível - Cataratas do Iguaçu
Uma alegria - Saber que o sol nasce em todas as manhãs
Uma tristeza - A partida de entres queridos
Uma música - Rosas vermelhas para uma dama triste
Uma frase - Onde estiver seu tesouro, aí está seu coração
Um filme - Minha ruiva adorada
Um país - Brasil (embora com todos os problemas)
Uma cidade - Nossa querida Serra Negra
Um hobby - Ornitologia
Um livro - A Ceia dos Cardeais
Um esporte - Tênis (apesar de nunca ter jogado)
Um grande homem - Meu pai, João - 90 anos de trabalho e honestidade
Uma grande mulher - Minha mãe, Amélia - 95 anos de amor e dedicação
Um grande amor - O jeito caboclo de ser de nossa família
Não suporto... Momentos inúteis sem atividades
Jamais esquecerei... Os grandes amigos que conquistei ao longo da vida
Se eu pudesse faria... Leis mais humanas para nortear nosso povo
A vida é... Belíssima, realmente um dom de Deus!

  A ex vice-presidente do Asilo São Francisco de Assis, Benedita Gomes Rosa, nasceu em Serra Negra, onde concluiu quase todos seus estudos, cursando apenas pedagogia na cidade de Amparo. Formou-se como professora, para ensinar, instruir e guiar as criancinhas para um mundo melhor. Ministrou aulas em diversas escolas de nossas vizinhanças e depois de 21 anos de muito esforço e determinação, dedicados apenas a uma mesma escola, aposentou-se. A senhora Benedita diz que a filantropia (amor à humanidade) é sua única paixão, pois começou muito cedo, aprendendo em sua infância com bons exemplos que o certo é o melhor caminho. Já participou, e ainda participa, de serviços voltados a comunidade, entre eles: Associação de Proteção à Fraternidade da Infância, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Comissário de Menores, Sociedade São Vicente de Paulo, Comissão de Casas Populares Emuhsen; no Bairro do Alto das Palmeiras e na Colina dos Ipês entre muitas outras comunidades. Enfim, sem sombras de dúvida a Sra. Benedita é uma lição de vida, caridosa, simpática, honesta, amorosa, carismática, que conseguiu com essas qualidades conquistar muitos amigos e também os corações dos velhinhos do Asilo. Parabéns, Sra. Benedita Gomes Rosa, que a senhora nunca desista de lutar por um mundo melhor.